Santa Edwiges

Localização – Rua Virgilio Neto nº 515 – Ipaumirim

Contatos 

Coordenação:
Robério Clemente (85) 98711-4474

Secretaria:
Eveline Barroso (85) 98991-1628

Tesouraria: 
Lusilandia Matias (85) 98862-9466

Horários das celebrações:

-Celebração eucarística – 2º e 4º sábados 19h

-Celebração da palavra – 1º, 3º e 5º sábados 19h

-Adoração ao santíssimo – Quintas-feiras – 19:30

 Todo dia 16 – Missa em memória de nossa padroeira às 19h

Grupos, Pastorais e Movimentos

-Terço dos homens – quintas-feiras 20:00

-Terço de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro – quartas-feiras 19:00

-Terço das famílias – última quarta-feira do mês 19:30

-Sedentos da misericórdia – grupo de jovens da CEUC-RCC da capela

-Legião de Maria

-Apostolado da Adoração

-Pastoral da Liturgia, Batismo, Catequese, Dízimo

-MESC

-CEUC – comunidade de evangelização unidos em Cristo

Histórico da capela

A comunidade do Ipaumirim tem uma história de muita fé e desafios. Começou a crescer junto com a paróquia Santíssima Trindade.

Por volta de 1975, padre Teodoro iniciou seu trabalho de evangelização no antigo colégio Dom Bosco, que atualmente é conhecido como vila do Bosco, celebrando missas. Anos depois em 1985 começou algumas atividades pastorais no já extinto colégio professor Pedro Jorge. Lá se desenvolvia atividades como batizados, catequese e missas com a ajuda de algumas pessoas que voluntariamente se dispuseram a ajudar o Pe. Teodoro nessa grande missão.

Outro colégio que foi parceiro nesta luta foi a escola Joaci Pereira que também foi utilizada para missas e batizados e outras festas promovidas pela comunidade.

A comunidade do Ipaumirim também foi muito enriquecida com as novenas em honra à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro que era rezado nas casas nessa época e que até hoje é rezada na Igreja.

Sentiu-se então a necessidade da construção de uma igreja na comunidade para fortalecer a fé do povo. E nessa época o então pároco padre Anízio esteve conosco sonhando também. Por volta de 1992 começaram os bingos e rifas em prol da construção da capela. Quando a construção estava bem adiantada a capela foi chamada de nossa Senhora das Graças. Os pedreiros eram voluntários da comunidade e recebiam apenas cestas básicas que eram arrecadadas entre os membros da comunidade.

Com o passar dos anos e com a construção já bem adiantada, padre Anízio comunicou em uma das missas que já existia na paróquia uma capela que tinha como padroeira Nossa Senhora das Graças e dentro da missa recebeu a sugestão de padroeiros e em uma rápida votação santa Edwiges foi então eleita padroeira da capela e da comunidade do Ipaumirim.

O primeiro milagre que aconteceu pela intercessão de santa Edwiges na comunidade aconteceu desta forma: logo depois da escolha de santa Edwiges como padroeira, a capela recebeu uma multa do CREA por não ter autorização para construir. Pe. Anízio se valeu da intercessão de Santa Edwiges para o perdão da dívida. Ao falar com secretário da regional V a comunidade recebeu o perdão da mesma.

Desde então a comunidade tem caminhado, pela intercessão de santa Edwiges, em meio a várias campanhas, como as das portas, ventiladores, piso, bancos, sacristia e agora a nossa torre com sino. As pastorais estão se fortificando cada vez mais, as pessoas da comunidade estão se envolvendo mais ainda nas missas, adorações, celebrações e eventos promovidos pela capela, tudo é feito para o engrandecimento do nome de Jesus e de Maria santíssima e nós como povo de Deus buscando a Salvação.